um sonho

De repente uma casa, paredes brancas, piso frio com rejuntes largos de cimento que esfarela, forro de madeira clara. Pessoas, diversas pessoas com poucos trajes, dando a entender que estamos numa praia. Entre elas se destaca um filósofo, que trabalha num notebook e fala alto sobre política, fazendo menção a um partido, provavelmente o PTB. Eu estou deitado, um colchonete no chão num canto dessa grande sala, mero observador da iminente querela político-litorânea. Surge de cima, em pé, uma negra de voz grave e com rastafáris tendendo ao ruivo, algo entre Whoopi Goldberg e alguma professora universitária de inglês, e me entrega panfletos do PSTU. O filósofo se exaspera ao vê-la, dá uma risada irônica e alega ter uma música para a situação, ferindo os ouvidos de todos com os versos de Pacato Cidadão num volume além do bom senso e da aparente capacidade dos speakers do notebook. Uma sirene surpreende a todos, e mais ainda quando percebemos que uma viatura freia bruscamente no nosso pátio, possivelmente maltratando a grama, que nada tem a ver com a bagunça da casa. A música pára; alguém guarda um naco de maconha no bolso da calça. A suposta polícia irrompe na casa, um rapaz que parece meu irmão reage gritando “vocês não têm esse direito” com convicção suficiente para mostrar que entende de leis. Só um deles usa farda, e ainda assim com bermuda e sandália de couro, a identificação arrancada do peito, mas nenhum demonstra se importar com aquela fala. Ficam estáticos, apenas olhando. Eu levanto, calço meu chinelo lilás e, junto com os outros, em silêncio, deixo a casa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: