inversículos

I

mãos dadas
o menino
leva a mãe
aborrecida do trabalho
de caixa de banco
para espairecer
no banco do parque

II

levantada
a pata
traseira e canhota
do cachorro
atrai paredes
e postes que mijam

III

o giz azul
da professora amarela
pinta o verde
do quadro-negro
(já o apagador
é multicor)

IV

de teto
o ventilador
ajusta o planeta
à rotação do quarto

V

um criado-mudo
sob o livro aberto
ao lado
dorme a cama
de cabeceira

Anúncios

Uma resposta to “inversículos”

  1. Adrián de Limes Says:

    És muito bom nos títulos. Conheço pouco da tua poesia. Mas, do teu “experimentalismo”, eis o que encontro de melhor, este poema. Gostei –
    e não estou de sacanagem. Quem sou para opinar? Well, um cara que ainda pretende pesquisar a fundo a tua poesia, e que descobriu Henri Meschonnic através das tuas traduções. O que é excelente, pois há muitos
    anos não descubro nenhum grande poeta ainda desconhecido para mim.
    E se andas traduzindo coisas tão malucas e interessantes, deves ter muito
    a mostrar. Sem saber da existência daquele poeta, há 15 anos escrevi poemas formalmente semelhantes aos dois poemas que traduziste dele. Foi um achado maravilhoso para mim, e devo te agradecer.
    Como conheci teu blog? Através de um velho amigo, Marcos Machado Nunes, que foi teu colega ou professor na UFRGS.
    Ele me conhece simplesmente por poeta, e meu nome é Adriano.
    Um abraço e siga adiante com a poesia, pois tens potencial, no mínimo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: